Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Costura Inglesa ou Francesa: Qual melhor opção?

Se você está no ramo da costura, ou tem interesse em ingressar. Mais cedo ou mais tarde, uma dúvida sobre a finalização da costura irá aparecer. Qual será a melhor opção para finalização: Costura Inglesa ou Francesa?

Aqui na Maximus Tecidos, você poderá entender a diferença entre as duas finalizações. E também irá aprender onde cada uma delas é melhor utilizada.

E tendo interesse, poderá se matricular em nosso curso Gente que Ama Costurar. Que conta com mais de 50 aulas de costura, com direito ao material didático e certificado profissional.

O que é a Costura Inglesa

Também muito conhecida como costura rebatida, a costura inglesa é uma das finalizações mais utilizadas. Graças a sua facilidade e sua versatilidade, ela é uma verdadeira mão na roda no dia a dia de quem costura. Muito utilizada em jeans e camisas.

Como é feita a Costura Inglesa?

O processo de costura inglesa é bem simples, basta seguir a seguinte ordem:

  • Virar uma das partes do tecido pelo avesso;
  • Unir as duas partes;
  • O lado que está pelo avesso, deve ter um pouco mais de tecido;
  • Juntar as partes com uma costura reta;
  • Dobrar a parte do tecido que está sobrando, por cima da outra, depois disso, dobrar novamente, deixando as duas dobras próximas da primeira costura;
  • Passar a costura reta sobre as dobras.

O resultado final é um acabamento limpo, utilizando as duas linhas de costura reta como uma espécie de decoração final.

O que é a Costura Francesa

A costura francesa é um modo de fazer costuras duplas. Muito utilizada para esconder as arestas do tecido da roupa, ou qualquer peça em questão. É muito empregada para fazer artigos de vestuário, e seu acabamento é fino e elegante.

Sempre traz um ar diferenciado à peça, além de ser uma técnica muito apreciada pelos experts do universo da moda.

Como é feita a Costura Francesa?

Para produzir um acabamento muito bem feito com a costura francesa, é necessário seguir os passos seguintes:

  • Posicionar as duas partes do tecido, avesso com avesso, fazer uma costura reta de 5 mm de distância a partir da borda, sendo que a costura deve ficar ao lado direito da peça;
  • Abra o tecido e faça um vinco na costura com um ferro de passar, sem esquecer de cortar o excesso de tecido;
  • Vire o tecido, deixando junto o lado direito com o lado direito e faça uma costura unindo-os com uma distância de 1 cm da borda criada na primeira costura, a segunda costura deve esconder por completo a primeira;
  • Vire o tecido para o lado direito e passe ferro para finalizar o trabalho.

O resultado da costura francesa, é um acabamento limpo em ambos os lados. Além de evitar que os tecidos desfiem, esconde pequenos defeitos do tecido, evita a necessidade de forro nas peças, dentre outras vantagens.

Qual é a melhor opção?

Como já foi dito, a costura inglesa é mais versátil. É a mais utilizada no dia a dia graças a sua facilidade, o que permite os mais diversos e variados usos.

Já a costura francesa, requer um trabalho e atenção maior. É mais utilizada em tecidos finos e para vestimentas mais refinadas.

A melhor opção entre as duas costuras, vai depender muito do tipo e ocasião da vestimenta a ser feita, e também do tecido e modelo. As duas oferecem qualidade e segurança, no que propõe.

Lembrando que a costura francesa ou inglesa, você pode aprender ou aperfeiçoar no curso Gente que Ama Costurar, além de poder contar com outras opções no portal da Maximus Escola de Moda

Assuntos Relacionados

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *