fbpx

#10: Bordado de bastidor com Nelson Muniz


1
1 share, 1 point

Você é bordadeira ou quer aprender a bordar? Então você precisa ouvir este episódio!

Vamos aprender sobre Bordado de Luneville, a técnica de bordado em bastidor com pedrarias que é a queridinha da alta-costura francesa. Um luxo!

E para falar desse assunto com a gente, o convidado escolhido é mestre neste tipo de técnica e bordador há 35 anos: Nelson Muniz.

Dá o play!

Já assinou o podcast da Rádio da Costureira no seu celular? Faça sua assinatura para receber todas as nossas atualizações em primeira mão! É totalmente gratuito!
Você pode ouvir pelo Spotify AQUI!

Se seu celular for da Apple, você pode acompanhar pelo aplicativo Podcast AQUI!

E o se for sistema Android, você pode escolher o aplicativo de podcast que preferir e procurar por Rádio da Costureira.


Like it? Share with your friends!

1
1 share, 1 point

What's Your Reaction?

Não Gostei Não Gostei
0
Não Gostei
Confuso Confuso
0
Confuso
Engraçado Engraçado
0
Engraçado
Amei Amei
4
Amei
Incrível Incrível
2
Incrível
O Melhor O Melhor
0
O Melhor
Ana Paula Mocelin
Muito prazer, eu sou a Ana! Sou jornalista e blogueira apaixonada por letras, histórias, rendas e tendências. Na função de redatora, tenho a tarefa de traduzir em palavras a delicadeza, charme e elegância dos tecidos da maior loja de tecidos finos do Brasil!

One Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Olá! Ouvi o podcast e fiquei com uma dúvida: será que o Nelson tem noção do estrago que está fazendo no mercado de bordados de SP?
    Vocês acham justo que uma bordadeira depois de anos de dedicação para dominar a técnica (sim, para aprender de verdade e fazer um trabalho profissional leva anos) veja seu negócio ser sucateado por uma avalanche de gente que acha que sabe bordar e cobra baratinho porque está começando? Até o cliente perceber a furada, ter prejuízo e voltar, a gente faz o quê? E quando ele volta, não quer mais pagar o preço justo; quer o bordado profissional com o precinho do bordador que aprendeu vendo dvd!
    Sem contar as bordadeiras que recebem “treinamento” em ateliês e continuam ganhando salário mínimo para desempenhar um trabalho que é uma especialização.
    Depois de 15 anos de experiência, dedicação e estudo e desenvolvimento novas técnicas, estou me preparando para mudar de profissão, assim como eu vi dezenas de bordadores maravilhosos fazerem após fecharem seus ateliês.
    Quem ganha com isso? Com certeza não são os bordadores sérios.

    P.S.: Amo o podcast, gostei de todos os convidados, a Fernanda é uma fofa, mas não pude guardar a minha indignação.