Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Preenchendo os bordados: Como fazer?

Uma das liberdades que o bordado traz, é a autonomia. Mas, mesmo com toda a liberdade, é preciso pôr em prática algumas técnicas para realizar um bom trabalho. Veja mais preenchendo os bordados.

Caso aconteça alguma situação inesperada, ou o trabalho sendo feito precise que esteja preenchendo os bordados, os métodos e pontos de bordados a seguir são muito importantes.

Aqui na Maximus, você aprenderá um pouco mais sobre técnicas criativas de como estar preenchendo os bordados. E ainda poderá se matricular em algum dos nossos cursos da Maximus Escola de Moda.

Veja a seguir alguns desses pontos importantes:

Ponto corrente

Também conhecido como ponto partido e ponto elo. É um método muito bom para aqueles que estão começando a bordar, pois sua execução é muito fácil.

Este ponto consiste da seguinte forma: Cada elo da corrente inicia na parte de dentro do ponto anterior, formando o desenho de uma corrente perfeita.

Este ponto tem a possibilidade de ser utilizado para contornos e para preenchimentos, as duas opções funcionam muito bem.

Ponto atrás

Este ponto é muito indicado para fazer os contornos e bordar letras, como também pode ser utilizado para estar preenchendo os bordados. Trazendo ao bordado uma textura diferente e harmoniosa.

É o ponto ideal para aqueles bordados menores e também os mais curvados. Além de ser base para vários outros pontos.

Ponto pirulito

O ponto pirulito tem um efeito muito bonito e diferente, sua base é o ponto atrás.

Depois de ter finalizado todo o contorno do trabalho, escolha uma linha de cor diferente, para fazer o ponto pirulito.

Uma boa dica aqui, é não apertar muito o ponto atrás. Para não ter dificuldade quando for transpassar a outra linha, de cor diferente, por dentro do ponto.

Ponto matiz

Este ponto é muito utilizado quando se está preenchendo os bordados em áreas maiores. Ele é feito, basicamente, com linhas retas muito perto uma das outras. Sendo basicamente um ponto longo e um ponto curto, até completar a trama. 

Funciona muito bem quando se quer fazer um sombreamento, flores bicolores, degradês e efeitos muito realistas de pelos de animais.

Ponto cheio

Um dos aliados mais antigos na hora de realizar os preenchimentos, é muito utilizado em áreas menores. Tanto em desenhos simples, quanto nos mais complexos.

A sensação que ele traz é de relevo, e é perfeito para realizar um preenchimento sem falhas ou vazamentos.

Da mesma forma que o ponto matiz, o ponto cheio é feito com linhas perto uma das outras, sendo mantida a consistência e o tamanho dos pontos.

Ponto haste

Este ponto lembra muito uma corda, é comumente utilizado na realização de contornos.

É muito útil também para está preenchendo os bordados, para isso as carreiras dos pontos têm que estar perto uma das outras.

De todos estes pontos, os mais utilizados em procedimentos de preenchimento de bordados são o ponto cheio e o ponto matiz. Os dois têm uma execução muito parecida, que nada mais é que linhas muito próximas umas das outras.

Vale a pena lembrar que a utilização de materiais com qualidade, traz como retorno um bordado bem mais delicado e com mais destaques. Agora que você já está por dentro dos melhores pontos para preenchimento de bordados, é só colocar a mão na massa.

Seus trabalhos servirão tanto para uso próprio, para presentear a alguém, quanto para vendas. Ficará ao seu critério.

A aplicação dos pontos citados para estar preenchendo os bordados, é apenas uma das técnicas criativas de costura existentes. Que você pode estar aprendendo ou se aperfeiçoando no curso Arte do Bordado à Mão, ou em tantos outros cursos na Maximus Escola de Moda.

 

Assuntos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *