Qual a diferença entre poliéster e microfibra?


7
133 compartilhadas, 7 points

O mercado de tecidos oferece cada vez mais opções, com valores e benefícios variados, de modo que entender a diferença entre cada um deles é fundamental para a escolha da melhor opção. Neste artigo vamos explicar a diferença entre poliéster e microfibra.

Antes de explanar sobre cada um dos tipos de fibras, é importante entender que existem duas categorias de tecidos, as de fibras naturais e as de fibras sintéticas.

Os tecidos de fibras naturais são aqueles que são produzidos a partir de matérias primas naturais. Tendem a ser mais frescos, pois não absorvem o calor e possuem um valor agregado superior ao tecido sintético.

Os tecidos de fibra sintéticas são aqueles que são produzidos através de produtos químicos, como o poliéster, que é um plástico, por exemplo. Este tecido tem maior durabilidade e sua higienização é mais simples porém, são menos sofisticados.

DIFERENÇA ENTRE POLIÉSTER E MICROFIBRA

Poliéster:

O poliéster, atualmente, é um tecido bastante popular. Isso se dá por ele ser bem fácil de ser encontrado, por ele entregar qualidade aos tecidos e pela descoberta das microfibras, que ofereceram ao poliéster maior suavidade.

Algumas vantagens de tecidos de poliéster é que não amassam tão facilmente, quanto os de algodão, por exemplo, oferecem uma maior durabilidade e possuem um valor mais acessível.

O poliéster é usado como base para a confecção de diversos tipos de tecidos, como malhas e veludos, por exemplo. Muitas vezes a peça de roupa é uma mistura de poliéster com outro tipo de tecido.

Microfibra:

A microfibra, como o próprio nome já diz: “micro” “fibra”, significa que ela é feita de fios muito finos, sendo comparados a um fio de cabelo.. Geralmente é composta por poliéster e poliamida, e leva alguma porcentagem de viscose ou elastano.

Os produtos confeccionados com microfibras tendem a ser muito macios e de alta durabilidade. A maciez é garantida pela presença de poliamida, assim como a durabilidade fica por conta do poliéster.

A utilização da microfibra no mercado se dá de várias maneiras, sendo as principais a confecção de mantas, cobertores, toalhas, roupões e flanelas. Na confecção de toalhas, a microfibra é a mais apreciada devido à alta absorção de água que ela oferece.

Outra utilização frequente da microfibra é na produção de peças íntimas. Calcinhas, sutiãs e cuecas de microfibra são muito confortáveis, além de serem hipoalergênicos, o que faz com que esse tecido ganhe cada vez mais espaço.

Qual escolher, poliéster ou microfibra?

Os 2 são compostos por fibra sintética e entregam muita qualidade ao produto final. O que deve determinar entre a escolha de um ou outro é a utilização, ou seja, para qual tipo de peça o tecido será utilizado. A diferença entre poliéster e microfibra não é capaz de reduzir a qualidade de uma peça.


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

7
133 compartilhadas, 7 points

O que você achou desse post?

Não Gostei Não Gostei
2
Não Gostei
Confuso Confuso
2
Confuso
Engraçado Engraçado
0
Engraçado
Amei Amei
12
Amei
Incrível Incrível
3
Incrível
O Melhor O Melhor
1
O Melhor
Camila Nishida

Oi gente! Aqui quem fala é a Camila Nishida, apaixonada por moda, estilos e tendências que mantém a nossa identidade. Sou apresentadora do Canal da Maximus Tecidos Finos no YouTube, onde busco trazer a essência de cada tecido de um jeito único para que você aprenda cada vez mais sobre o universo têxtil. Psicóloga de formação, tive meu coraçãozinho arrebatado pelo Junior e pelo mundo da moda!

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Oi,
    O texto contém muitos erros… poliéster não é sustentável, microfibra não é uma mistura de poliéster e poliamida, o poliéster pode ser misturado com outras fibras para fazer um tecido, não misturado com outro tecido
    Vc pode ter microfibra de poliéster ou microfibra de poliamida
    A.microfibra é a espessura do fio, que chega a ser menor que 1 micra

    1. Oi Ana! Tudo bem?
      Queremos primeiramente agradecer o seu comentário, foi graças a ele que nós conseguimos nos atentar a isso e corrigir. Muito obrigada!
      Fizemos um estudo ainda mais aprofundado a partir da sua questão e entendemos que:
      Um tecido, antes de tomar essa forma, é um tipo de fibra. A partir dessa fibra são produzidos os fios e é então que o processo de tecelagem começa. A microfibra, como o próprio nome já diz: “micro” “fibra”, significa que ela é feita de fios muito finos. Geralmente é composta por poliéster e poliamida, e leva alguma porcentagem de viscose ou elastano. Já o poliéster (politereftalato de etileno, mais conhecido como PET) é uma categoria de polímeros que vem do petróleo e depois de passar por um processo químico se torna plástico. Esse plástico se traduz em uma matéria prima que pode ser transformada em qualquer coisa, inclusive, em fios de espessura muito fina. São esses fios, que depois de passar pelo processo de tecelagem, se transformam nos tecidos de poliéster que usamos. Correto?
      Aproveitando Ana, você trabalha em alguma área específica de moda?
      De novo, obrigada pela sua contribuição! Já fizemos as alterações no texto 🙂

Escolha um formato
Postagem
Compartilhe imagens com textos do seu trabalho.
Vídeo
Compartilhe o vídeo do seu trabalho.
Imagem
Compartilhe o recebimento do seu tecido ou suas criações.