Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Viscose Encolhe? Descubra os Mitos e Verdades Sobre esse Tecido Versátil

Viscose Encolhe

A viscose é um tecido amplamente utilizado na moda por sua leveza, caimento fluído e toque suave. Veja tudo sobre Viscose Encolhe.

No entanto, há muitos mitos e dúvidas sobre a possibilidade de a viscose encolhe após a lavagem ou uso contínuo. 

O que é Viscose?

Antes de abordarmos a questão do encolhimento, é importante entender o que é a viscose. 

A viscose é um tecido artificial, produzido a partir de celulose de madeira ou de algodão, por meio de um processo químico. 

Ele é conhecido por sua semelhança com a seda, proporcionando um caimento fluído e um toque suave, mas com um preço mais acessível.

O Mitos do Encolhimento da Viscose

1. “A Viscose Encolhe na Lavagem”

Um dos mitos mais comuns sobre a viscose é que ela encolhe durante a lavagem. 

Na realidade, o encolhimento excessivo da viscose não é comum, desde que as instruções de lavagem sejam seguidas corretamente. 

É importante verificar a etiqueta de cuidados da peça e seguir as orientações do fabricante. 

Em geral, a viscose deve ser lavada à mão ou em ciclo delicado na máquina, com água fria ou morna.

2. “A Viscose Encolhe com o Tempo”

Outro mito é que a viscose encolhe com o tempo ou após o uso contínuo. Na verdade, se as peças forem lavadas e secas adequadamente, não há motivo para que a viscose encolha significativamente ao longo do tempo. 

O cuidado adequado é fundamental para garantir a durabilidade e a manutenção do tamanho original das peças.

Cuidados Adequados com a Viscose

Para garantir que suas peças de viscose permaneçam em boas condições e mantenham seu tamanho original, é importante seguir alguns cuidados básicos:

1. Lavagem

  • Lave as peças de viscose à mão ou em ciclo delicado na máquina, usando água fria ou morna.
  • Evite torcer ou espremer as peças após a lavagem, pois isso pode causar danos às fibras.
  • Use sabão neutro ou específico para tecidos delicados.

2. Secagem

  • Evite a secagem direta ao sol, pois a exposição prolongada à luz solar pode desbotar as cores do tecido.
  • Deixe as peças secarem naturalmente em uma superfície plana ou penduradas em um cabide.
  • Evite o uso de secadoras, pois o calor excessivo pode danificar as fibras da viscose.

3. Passagem a Ferro

  • Verifique a etiqueta de cuidados para saber a temperatura ideal do ferro de passar para a viscose.
  • Prefira passar a peça ainda levemente úmida, utilizando a temperatura adequada para evitar danos.

4. Armazenamento

  • Guarde suas peças de viscose em locais frescos e arejados.
  • Evite pendurar as peças em cabides por muito tempo, pois isso pode esticar o tecido.

Outras Considerações sobre a Viscose

É importante lembrar que a viscose é um tecido delicado e pode amassar com facilidade. No entanto, isso não deve ser confundido com encolhimento. 

Se suas peças de viscose apresentarem algumas rugas após o uso, você pode deixá-las penduradas em um local fresco e úmido por alguns minutos para que as fibras relaxem e as rugas desapareçam naturalmente.

Além disso, a viscose é um tecido que pode absorver umidade facilmente, o que pode causar a sensação de que a peça encolheu. 

Se a viscose estiver úmida ou suada, ela pode encolher temporariamente, mas voltará ao seu tamanho original após secar adequadamente.

A viscose é um tecido versátil e elegante, que não costuma encolher significativamente se cuidado adequadamente. 

Ao seguir as instruções de lavagem e secagem, bem como realizar a passagem a ferro com a temperatura adequada, você poderá desfrutar de suas peças de viscose por muito tempo sem preocupações com encolhimento. 

Lembre-se de que o tecido é delicado e requer cuidados especiais, mas, com os devidos cuidados, você poderá aproveitar todas as vantagens desse tecido leve e fluído em suas peças de roupa com estilo e conforto.

Venha aprender sobre o mundo da costura com a nossa escola de moda online. Visite nossa loja online Maximus Tecidos e veja nossas variedades em tecidos.

Assuntos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *