9 releituras de frases icônicas de famosos estilistas de moda


3
1 compartilhada, 3 points

Estilistas fazem parte da história da moda. Esses criadores que tanto inspiram serão traduzidos por mim neste post, pensando em como seriam suas frases nos dias atuais. Vem comigo!

Christian Dior / Foto: theguardian.com

AS PRINCIPAIS FRASES DOS FAMOSOS ESTILISTAS DE MODA

Eu já escrevi um post aqui para o blog da Maximus Tecidos com a minha releitura de 9 frases icônicas exclusivamente das mulheres estilistas, se você não leu é só clicar aqui!

Agora é hora dos grandes criadores! Escolhi um ícone de moda de cada década, para você também acompanhar a trajetória cronológica da moda.

1910 – Começamos por Paul Poiret, o francês que “libertou” as mulheres do uso de espartilhos e propôs a moda Harém, fluida e livre.

Vestir uma mulher não é cobri-la com ornamentos, mas sim sublinhar o significado de seu corpo e realça-lo, envolver a natureza em um contorno capaz de acentuar sua graça”. (Paul Poiret)

Na minha versão: “Pense antes de criar moda ou se vestir. Cada detalhe conta um pouco sobre você”. (Carol Siq)

1920 – Depois temos Jean Patou, conhecido por sua alta-costura e estilo esportivo e por ter criado a primeira gravata de grife.

Algumas costureiras desejam se passar por artistas. E eu tenho uma ambição: ter bom gosto”. (Jean Patou)

Traduzindo… Você não precisa ser artista para ter sucesso, precisa entregar o seu melhor”. (Carol Siq)

1930 – Em seguida, o estilista Cristóbal Balenciaga, que abriu sua primeira Maison na década de 1930, se consolidando como o estilista da perfeição.

Um bom costureiro deve ser um arquiteto das formas, um pintor das cores, um músico de harmonia e um filósofo de medidas”. (Cristóbal Balenciaga)

Nos dias atuais: “Para ser expert em moda você precisa dominar diferentes áreas com maestria”. (Carol Siq)

1940 Chegamos em 1940 com Salvatore Ferragamo, ícone dos calçados e da revolução da moda para os pés.

“Os pés nunca mentem. Eles me contam sobre o caráter das pessoas”. (Salvatore Ferragamo)

Sob o meu olhar hoje: “Cada detalhe do seu visual manifesta seus valores, crenças e buscas”. (Carol Siq)

1950 – Nos anos dourados, o estilista Christian Dior se destacou. Sendo o criador do New look em 1947, uma das mais emblemáticas invenções fashion do século XX, seu estilo se tornou marca registrada dos anos 1950.

A alegria é a essência da beleza. Sem entusiasmos não há beleza que seja atraente”. (Christian Dior)

Essa bela frase de Dior, no século XXI poderia ser traduzida por: “A real beleza está dentro de nós. É a nossa energia que se erradia para o mundo”. (Carol Siq)

1960 Já nos anos 60, o brilhante Yves Saint Laurent se destacou com suas propostas de moda para a mulher independente.

 “Moda se esvaem, estilo é eterno”. (Yves Saint Laurent)

Interpretando para o agora, podemos pensar que:Moda é passageira, estilo é sua impressão digital”. (Carol Siq)

1970 – Juntamente com a década de maior diversidade na moda, o mago das estampas e psicodelismo, Emilio Pucci, fez um importante discurso.

Meu trabalho é o trabalho de um artesão, cujos objetivos são a qualidade e o estilo”. (Emilio Pucci)

Essa declaração poderia ser traduzida da seguinte forma: “Criar moda diz respeito a um trabalho artístico, criterioso e de muita dedicação”. (Carol Siq)

1980 – Logo depois, temos a lenda da moda, Karl Lagerfeld, que foi diretor criativo da marca Chanel desde a década de 1980 até 2019.

 “Moda é uma linguagem que se cria em roupas para interpretar a realidade”. (Karl Lagerfeld)

Essa frase de Karl poderia ser interpretada com a seguinte mensagem:

A moda é a manifestação histórica-social da sociedade”. (Carol Siq)

1990 – E por fim, na última década do século XX, Jean Paul Gautier com toda sua ousadia e efervescência criativa expressou em palavras o espírito dos anos 90.

Nada permanece igual, a vida e a moda são assim”. (Jean Paul Gautier)

Sua brilhante citação possa ser reinterpretada assim: “Moda e trajetória de vida estão em constantes transformações”. (Carol Siq)

Com essas citações de grandes estilistas, percebemos que a cada década houve um pensamento e assim uma moda, uma maneira de ser e de se expressar.

Gostou das traduções? Como você interpretaria essas frases nos dias atuais? Me conte nos comentários!

Clique aqui e confira mais posts meus para o blog da Maximus Tecidos!

DESEJA APROFUNDAR SEU CONHECIMENTO EM MODA?

A dica é fazer o Curso Online História e Cultura da Moda Contemporânea comigo! Sou professora, doutora na área e com mais de 15 anos de experiência em moda.

O curso está com vagas abertas com super desconto para as leitoras(es) da Maximus Tecidos. São 10 horas de duração em que serão abordados 220 anos de moda. Ou seja, uma verdadeira imersão na história dos acontecimentos da moda contemporânea, do século XIX ao XXI. Com certeza, você vai entender melhor como as manifestações de cada período influenciaram e influenciam valores, gostos, estéticas e rituais de aparência e consumo que vivemos hoje.

Clique aqui para saber mais sobre o meu curso!


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

3
1 compartilhada, 3 points

O que você achou desse post?

Não Gostei Não Gostei
0
Não Gostei
Confuso Confuso
0
Confuso
Engraçado Engraçado
0
Engraçado
Amei Amei
6
Amei
Incrível Incrível
1
Incrível
O Melhor O Melhor
0
O Melhor
Carol Siq

Sou professora universitária e de cursos livres e mentora de negócios de moda.  Possuo experiência de mais de 15 anos no mercado de moda, com expertise em consumo, branding, tendências e cultura/história da moda. Na área acadêmica sou doutora em História pela UEM, na linha de pesquisa: História, Cultura e Narrativas, com estudo sobre a moda brasileira no século XXI. Mestra em Ciências Sociais pela UNIOESTE, na linha de pesquisa: Cultura, Fronteiras e Identidades. Pós-Graduada em Moda: Criatividade, Gestão e Comunicação e Graduada em Moda pela UEM. Também sou autora do livro “Linguagem visual”; organizadora/autora do livro “História, Moda e Meios de comunicação"(2018); e autora do capítulo: A influência da mídia de moda e a identidade de modelos negras" do livro: Indumentária e moda: caminhos diversos (2014). Sou vinculada ao Laboratório de Estudos e Pesquisas em História, Moda e Cultura (La-Moda – CNPQ/UEM).

Um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha um formato
Postagem
Compartilhe imagens com textos do seu trabalho.
Vídeo
Compartilhe o vídeo do seu trabalho.
Imagem
Compartilhe o recebimento do seu tecido ou suas criações.