Costureira, você sabe cobrar pelo seu trabalho?


19
9.6k compartilhadas, 19 points

Olá, amores e amoras, tudo bem?

Para quem ainda não me conhece, meu nome é Antonia Ferreira, sou designer de moda e colunista deste maravilhoso blog Clube da Costureira. Também ensino modelagem e corte e costura gratuitamente no grupo MODELAGEM. Se você desejar aprender te convido a fazer parte do nosso grupo!

Hoje vou falar a respeito de um assunto que deixa muitas costureiras, modelistas e estilistas preocupados. Nesta matéria vou falar diretamente para você que é costureira, mas este cálculo serve para todos os profissionais na área da moda.

 

O conteúdo deste post vai ajudar no trabalho de todos os profissionais da moda / Foto: Pinterest.

COMO COBRAR PELO SEU TRABALHO?

Esta é, definitivamente, uma das maiores dúvidas de uma costureira que está inciando e até mesmo de muitos profissionais mais antigos.

Como cobrar o valor correto na costura, que seja bom para você, justo para o cliente pagar e que esteja de acordo com a cidade e região onde você mora?

Na hora de precificar o seu trabalho você precisa ter em mente:

 – O lugar onde você atende seus clientes:

Este vai ser o primeiro ponto que você deverá levar em conta na hora de fazer esta conta. Se você é uma costureira que atende dentro de casa e se sua casa é em um bairro afastado do centro comercial da cidade, com certeza o valor que você cobra é bem menor que uma costureira que tenha um ateliê bem montado em uma região central.

Começa por aí a diferença do valor que cada costureira precisa ganhar para, no final do mês, conseguir pagar as contas e sobrar um bom salário.

O espaço em que você trabalha interfere no custo do seu serviço / Foto: Pinterest.
Se seu ateliê for uma empresa grande, suas despesas serão maiores e consequentemente o valor a ser cobrado deverá ser maior / Foto: Pinterest.

– O poder aquisitivo dos seus clientes:

Se você é uma costureira cuja clientela tem um poder aquisitivo maior, se na região onde mora e atende é um lugar de pessoas abastadas, o valor do seu trabalho será elevado. Em contrapartida, seu ateliê é um ambiente mais aconchegante, bonito e elegante.

Mas digamos que seus clientes sejam formados por pessoas mais simples, com renda mais baixa, se seu ateliê é simples ou você atende dentro de casa mesmo, o valor cobrado das suas clientes será menor.

Agora, se os fregueses forem pessoas com baixo poder aquisitivo, por exemplo, se você morar e atender em periferias ou favelas onde, em geral, as pessoas ganham menos e, consequentemente, podem pagar menos também, o valor que você vai cobrar pelos seus trabalhos será um pouco menor, levando-se em consideração a baixa renda dos clientes.

Mesmo assim, toda costureira tem todas as condições de ganhar o suficiente para suas necessidades.

Independente do lugar em que você trabalha, lembre que precisa ser um ambiente agradável e que tenha a sua cara / Foto: Pinterest.

– O tipo de roupa que você costura:

Neste ponto, você deverá levar em consideração qual o trabalho que executa para aos clientes e a qualidade colocada em cada trabalho.

Existem ateliês que somente trabalham com consertos. Mas seu trabalho é magnífico, executado com maquinário variado e no final o serviço fica excelente. Um cliente leva sua roupa em um lugar deste sabendo que ao buscar estará com uma peça algumas vezes mais perfeita que antes de necessitar do conserto.

Por outro lado, existem ateliês que consertam o problema e somente isto. Isto também está perfeitamente correto. A  costureira recebe o problema e resolve, mas muitas vezes não é algo que melhore a aparência da peça, muitas vezes o ajuste é simples, por isto o valor é diferenciado, também.

Outros ateliês costuram roupas simples. Outros costuram de tudo, do simples às roupas de festa. Outros lugares trabalham somente com alta costura, outro somente com alfaiataria.

Cada tipo de ateliê executa um modelo de trabalho. E cada trabalho tem o seu valor, alguns mais altos, outros mais baratos. Alguns prestam serviços para roupas mais finas e ricas, outros prestam serviços em roupas populares. Tudo isto são fatores que provocam diferença no valor final do trabalho.

Uma costureira que trabalha com alta costura cobra um valor maior do que quem trabalha apenas com consertos e confecção de peças mais simples / Foto: Pinterest.

Então, levando tudo isto em consideração, você define qual o valor que precisa e deseja ganhar.

Existem costureiras que se contentam com mil reais mensais. Mas existem costureiras que para se contentar precisam ganhar 20 mil mensais. Cada uma deve executar o trabalho equivalente ao valor desejado. Tendo isto em mente, calcule o valor que deseja ganhar por mês.

Tenha sempre suas anotações organizadas para não se perder nos cálculos / Foto: Pinterest.

Existem várias maneiras de fazer esta conta, vamos listar 6 maneiras de fazer este cálculo, para que você verifique qual destas categorias listadas mais se enquadra na sua realidade e, assim, seja mais fácil para fazer a sua própria tabela:

CÁLCULO 1

Vamos fazer a conta mais simples, mas que é perfeita para este tipo de trabalho. Visto que a costureira geralmente têm que dar o seu preço rapidamente para a(o) cliente, quando este chega no seu ambiente de trabalho.

Calcularemos imaginando que seu ateliê é dentro da sua casa. Então você quer ganhar um valor bruto, para eventualmente pagar a conta de luz. Deve também acrescentar um valor simbólico para alguma visita do técnico de máquinas, comprar linhas, etc.

Suponhamos que uma cliente traz uma peça de roupa com o zíper estourado. Seu trabalho será tirar o zíper quebrado e substituir por outro. Mas a cliente trouxe também o zíper novo. E digamos que o salário que você deseja no final do mês para você e para suas despesas seja de R$3.000,00.

A conta que você precisa fazer é esta:

R$3.000,00 / 190* = R$15,78  (Salário dividido por 190 totalizam R$15,78 = este é o valor da sua hora trabalhada).

*190 é a média de horas que um trabalhador registrado cumpre na rotina de um mês.

Arredonde este valor de R$15,78 para R$16,00. Este será o valor da sua hora trabalhada.

Então, se uma cliente trouxer um zíper para você trocar e você sabe que gasta aproximadamente 1 hora neste trabalho, o valor que vai cobrar dela é R$16,00.

Simples e rápido de precificar!

Se você imagina que gasta 40 minutos, pegue este valor de R$16,00, divida por 60 (minutos da hora) e em seguida multiplique pelos 40 (minutos). O valor será R$10,66 ou R$11,00 reais pelo mesmo trabalho.

CÁLCULO 2

Agora, vamos imaginar que você vai colocar o seu zíper neste trabalho. Então, faz de conta que você foi ao armarinhos e comprou 20 zíperes, cada um por 2 reais. Na hora de pagar o valor total foi de R$40,00.

Faça a conta do tempo que você demorou indo na loja e comprando. Supomos que você gastou uma hora indo e voltando. E digamos que você foi e voltou de ônibus, então vamos acrescentar a esta conta um valor imaginário de passagem de ônibus.

Desta forma você deve fazer a conta dos seus materiais assim:

Uma hora trabalhada para ir comprar os materiais – R$16,00
20 zíperes – R$40,00
Passagem de ônibus – R$6,00
Total – R$62,00

Agora você vai pegar este valor de R$62,00 e dividir pelos 20 zíperes comprados: R$62,00 / 20 = R$3,10 (Valor gasto, dividido por 20 zíperes, totalizam R$3,10). Você poderá arredondar este valor para R$3,00 ou para R$3,50.

Então o valor de cada zíper no seu ateliê será de R$3,00. O cálculo para você trocar o zíper com seu material será este:  R$16,00 (uma hora) + R$3,00(zíper)= R$19,00. Valor este que poderá ser arredondado para R$20,00.

Fazendo este tipo de cálculo você pode até montar uma tabela própria para seu atelier.

CÁLCULO 3:

Agora, imaginamos que uma cliente trouxe um modelo de vestido de festa para ser confeccionado. Somente isto, todos os tecidos e aviamentos serão por sua conta.

Vamos primeiro abrir um parêntesis aqui:

Em primeiro lugar já saiba que, num caso como este, você deve cobrar a metade do valor da roupa antecipado.

Se por algum motivo a cliente desistir da encomenda, pelo menos parte dos materiais estarão pagos e você poderá finalizar e procurar outra pessoa que compre a roupa, preservando seu trabalho.

Nunca devolva dinheiro de adiantamento, a menos que você seja a pessoa que cometeu o erro.

Mas, voltando ao assunto, você vai olhar o modelo e imaginar que o tempo no qual demorará para a confecção e provas desta peça de roupa. Neste caso você pode fazer uma conta rápida e passar a ela mais ou menos o valor final ou pedir um ou dois dias (ou mais) de prazo para entregar o cálculo do valor, visto que vai precisar cotar os preços dos tecidos e aviamentos.

Aqui, você estará imaginando a modelagem, que pode ser somente esboço do molde (visto que esta modelagem não será completa e você não a entregará à cliente). Estará calculando o tempo em que vai demorar tirando as medidas e todas as provas da roupa na cliente. Vai acrescentar o tempo em que você vai gastar cortando, costurando e finalizando a peça. Se a peça tiver aplicações e bordados, tudo isto você vai colocar no cálculo.

Então, vamos supor que você chegará à conclusão de que gastará 20 horas trabalhadas neste vestido. E vamos continuar com o cálculo de que você deseja ganhar R$3.000,00 no mês.

A conta a ser feita será esta: R$16,00 x 20 = R$320,00 – (Valor da hora trabalhada multiplicado pelo total de horas que vai trabalhar no vestido desta cliente = Valor a ser cobrado pela mão-de-obra).

O valor da sua mão-de-obra está definido.

Agora, você vai precisar saber quanto vai gastar de materiais. Vamos fazer uma cotação imaginária aqui, sabendo que você deverá entrar em contato com as lojas para verificar o valor correto.

Tecido principal – R$50,00
Renda para recortar – R$70,00
Forro – R$18,00
Entretelas – R$12,00
Barbatanas – R$5,00
Zíper – R$2,00
Colchetes – R$0,20
Fitas – R$0,20
Linhas – R$12,00
Valor dos insumos – R$169,40

Vamos arredondar este valor para R$170,00. Agora temos o valor da sua mão-de-obra e o valor dos insumos. Mas ainda falta calcular o tempo que você usou ou vai precisar para ir comprar estes materiais. Eventualmente, algum dos aviamentos ou tecidos pode ser que você já tenha então já tem o valor calculado, vamos só acrescentar a esta lista o preço dos materiais que você possuir.

Agora, faz de conta que para comprar tudo isto você gastou uma hora e meia na cidade: R$16,00 + R$8,00 = R$24,00  (Valor da sua hora, mais valor de meia hora, resultando no valor do seu tempo gasto).

Então o valor final da costura deste vestido será: R$320 + R$170 + R$24 = R$514,00 – (Valor do seu trabalho, mais valor dos insumos, mais valor do seu tempo para comprar os materiais. Este é o resultado do valor total do vestido de festa encomendado). Você pode arredondar para R$520,00.

Assim, você faz um bom trabalho, dentro do que deseja ganhar e sem sacrificar a cliente mais que o necessário. Você passará para ela o valor exato do seu trabalho.

CÁLCULO 4:

Agora, suponhamos que você trabalha em um espaço alugado. Somando a isto tem as despesas de escritório, água, luz, internet, condomínio, materiais de limpeza. Existe uma conta que você pode fazer neste caso acrescentando cada item no cálculo.

Mas aqui estamos aprendendo a fazer uma conta rápida e simples, e que também funcione para calcular rapidamente o valor a ser cobrado. Neste caso a melhor coisa a fazer é você ter uma média destas despesas mensais e acrescentar este valor ao salário que deseja ganhar.

Vamos fazer um cálculo das despesas médias de um imóvel alugado. Lembrando que todos os valores são simbólicos:
Aluguel – R$600,00
Luz – R$180,00
Água – R$40,00
Internet – R$60,00
Materiais de limpeza (média de gastos mensais) – R$8,00
Escritório (ou o MEI) – R$65,00
Total das despesas – R$953,00

Vamos continuar com a ideia de que você deseja ganhar R$3.000,00 mensais. Você simplesmente vai acrescentar este valor ao valor bruto que deseja ganhar.

R$3.000,00 + R$953,00 = R$3.953,00

Vamos arredondar este valor para R$4.000,00.

Então o valor da sua hora trabalhada será: 4.000 / 190 = 21 – (Salário dividido pelas horas trabalhadas do mês. Totaliza o valor da sua hora trabalhada).

Neste caso o valor da sua hora trabalhada será de R$21,00.

Se você tiver ficado em dúvida em algum destes pontos, tem um vídeo no meu canal em que mostro claramente como fazer este cálculo:

CÁLCULO 5:

Ainda existe mais uma situação em que você poderá precisar fazer este cálculo. Trata-se de ateliês que possuem profissionais contratados para ajudar na confecção ou consertos das roupas.

Nestes casos, geralmente, o dono do ateliê fica com uma porcentagem do valor do trabalho dos contratados. Geralmente todo o maquinário, acessórios, aviamentos e outros materiais pertencem a esta pessoa e as(os) costureiras(os) trabalham somente para receberem comissão.

São preenchidas as fichas dos clientes quando trazem os trabalhos e durante o dia cada costureira(o) vai pegando uma ou mais sacolas com suas fichas e assina estas fichas quando finaliza o trabalho, colocando a sacola com as roupas arrumadas na sequência.

Geralmente, o dono do ateliê fica com uma média de 50 a 70% do valor líquido do trabalho. E a costureira(o) fica com o restante do valor.

Então, vamos fazer este cálculo!

Digamos que o dono do ateliê queira ganhar 4 mil e desejasse pagar 40% de cada trabalho para os funcionários. Neste caso a conta seria feita assim:

R$4.000 + 40% = R$5.600 / 190 = R$29,47  (Soma o valor do salário do proprietário ao valor do salário do funcionário e encontra o valor. Divide este valor pelas horas trabalhadas no mês e vai obter como resultado o valor de cada hora de trabalho deste ateliê).

Vamos arredondar para R$30,00. Este será o valor da hora trabalhada no ateliê.

Então, se um cliente trouxer duas peças de roupas para ajustar e você calcular que vai gastar 40 minutos nestes dois ajustes, a conta a ser feita será esta:

R$30,00 / 60 = 0,50 x 40 = R$20,00 – (Valor da hora dividido por 60 minutos. Pegue o valor e multiplique pelos 40 minutos que vai gastar nesta peça. E terá o valor a ser cobrado pelo trabalho).

O valor a ser cobrado nas peças será de R$10,00 o conserto de cada uma. Ou R$20,00 pelo conserto das duas peças.

CÁLCULO 6:

Agora, vamos imaginar outro tipo de ateliê, que pague salário fixo para seus funcionários. Vamos supor que o proprietário queira ganhar R$5.000,00, que é o valor do seu salário mais as despesas do local (cálculo que já fizemos lá em cima). E cada costureira(o) ganhe R$1.300,00.

Levando em consideração que as despesas fiscais de cada funcionário somem R$700,00 por mês (este é um cálculo que deve ser feito com o contador, por isto estou usando um valor simbólico), o cálculo do valor da costura será feito da seguinte maneira:

R$5.000 + R$1.300 + R$700 = R$7.000  (Valor do salário do proprietário, mais o salário do funcionário, mais as despesas com este funcionário. Então este será o valor de base que usamos como salário neste ateliê).

Faz de conta que um cliente trouxe 3 calças para fazer a bainha. Você calcula que o tempo gasto com estas 3 bainhas será de 1 hora trabalhada. Então o cálculo será este:

R$7.000 / 190 = 36,84 – (Valor do salário dividido pelas horas trabalhadas no mês. Como resultado você tem o valor da hora trabalhada neste ateliê).

Então, o valor da hora trabalhada deve ser de R$37,00 (valor arredondado).

Divida este valor pelas 3 bainhas: 37 / 3 = 12,33 – (Valor da hora dividido por 3 peças. Arredonde o resultado final).

Você vai cobrar R$13,00 por cada bainha.

DICA BÔNUS

Sempre calcule o tempo com um pouco de folga. Porque imprevistos acontecem, então se você calcular que vai gastar meia hora num conserto, faça o cálculo de 40 minutos. Se calcular que vai demorar 8 horas para confeccionar uma peça de roupa, faça o cálculo de 10 horas e assim por diante.

Lembrando que muito raramente um profissional de ateliê trabalha somente 8 horas diárias, ou 42 horas por semana. Então, fazendo esta conta, você estará ganhando seus dias de folga e feriados. Mas também, se trabalhar além do horário normal e dos 5 dias por semana, vai ganhar bem mais do que planejou.

Faça esta média usando o tempo normal de trabalho no mês, que é 190 horas, assim qualquer trabalho que fizer, dentro do horário que você tem disponível, vai estar te rendendo o valor correto.

Digamos que você somente tenha algumas horas diárias para trabalhar. Fazendo este cálculo irá ganhar exatamente pelas horas trabalhadas.

Agora que você aprendeu a calcular pelos seus serviços, é só colocar a mão na massa! / Foto: Pinterest.

Deu pra você compreender? 🙂

Vou me despedir por aqui, porque o texto ficou muito longo hoje, meus amores.

Mas faça estes cálculos com caneta e calculadora do lado que você vai compreender bem mais perfeitamente cada etapa dele, tá? Imagine o valor que você deseja ganhar e faça o cálculo pensando em vários cenários. Desta forma você pode conseguir fazer sua própria tabela de valores, para fixar no seu local de trabalho.

Não deixem de participar do meu grupo MODELAGEM no Facebook e aprender modelagem e costura gratuitamente. Conheça também meu site!

E se tiver alguma dúvida ou observação a fazer, peço, por favor, que deixe seu comentário para que eu possa responder em uma postagem futura, tá?

Beijos ♥
Antonia


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

19
9.6k compartilhadas, 19 points

O que você achou desse post?

Não Gostei Não Gostei
0
Não Gostei
Confuso Confuso
0
Confuso
Engraçado Engraçado
0
Engraçado
Amei Amei
29
Amei
Incrível Incrível
8
Incrível
O Melhor O Melhor
1
O Melhor
Antonia Ferreira

Antonia Ferreira é Designer de Moda, criadora dos Grupos MODELAGEM e ESTILISTAS, no Facebook. Autora dos livros MODELAGEM FEMININO ADULTO e MODELAGEM MASCULINO ADULTO. Editora das revistas de Moldes Colecionáveis ANTONIA FERREIRA.

29 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Excelente texto! Lembrando que os gastos fixos (agua, luz, aluguel, internet…) trabalhando em casa, devem ser calculados também, como no cálculo 4. Abraços!

    1. Isto mesmo, Lourdes, na verdade direcionei este post às costureiras mas esta é a melhor maneira para calcularmos qualquer trabalho que fazemos. Beijos e obrigada! ♥

  2. Adorei este artigo. No meu ateliê, fazemos esses cálculos há anos, sempre revisando. Seria bom que o público alvo tivesse essa consciência. Com certeza não ouviríamos “NOOSSA!!! QUE CARO!!”… rsrsrs….

    1. Que bênção saber disto. Realmente seria bom as clientes também lerem matérias deste tipo pra saberem que costureira é um trabalho sério como qualquer outro, né?

    1. kkkk ah que dó, eu esqueci de me referir aos homens costureiros mesmo, nesta publicação, já aproveito pra pedir meu perdão. Espero que seja sim de grande ajuda na tua profissão e que Deus te abençoe.

    1. Que bom saber minha querida, na verdade, você escolhe qual dos cálculos precisa utilizar no teu trabalho e logo tudo fica rapidinho de fazer porque vc se acostuma tá minha linda? Beijos e boa sorte ♥

  3. Atualmente estou precisando de uma costureira, porem estou tento dificuldade, pq não sei ao certo o valor a pagar. Quero ser justo e não ter prejuízo.

    Um exemplo:
    Ela vai ter local + Maquina e todo material para produção de uma camiseta polo.

    Quanto devo pagar por hora trabalhada?

    Peço desculpas se minha duvida é boba ou que pareça ser uma ofensa.

    1. Oi Rubro, tudo bem? Neste caso você vai primeiro precisar saber o valor que desejaria pagar por mês para esta pessoa, para conseguir chegar no valor da hora. Não tenho certeza de que pagar por hora será a melhor opção para você, tá? O salário de uma costureira aqui no Paraná varia entre 1112,00 mensais a 1470,00 reais mensais, você precisaria ver onde mora qual o valor daí. Daí poderia combinar com ela por mês, na minha opinião seria a melhor opção para você, mas lembrando que neste caso você vai registrar ela, tá? OU pode pagar por peça costurada, como em uma facção de costura, neste caso, se você ainda não tem uma base do valor, precisa verificar quantas peças ela produz em uma hora e assim terá o valor correto para pagar, tá? É a minha opinião para o cenário que você mostrou, se não achar que vai conseguir um valor correto peço por favor que me explique melhor pra eu poder verificar uma maneira melhor para você calcular tá?

  4. Bom dia/ Boa tarde / Boa noite
    Atualmente estou precisando de uma costureira e neste caso o serviço aparece de vez enquanto.
    Minha duvida é o valor justo a pagar por hora de serviço, pois irei fornece o local, maquina e matérias.

    Desde já agradeço atenção e peço desculpas pelo português kkkkkkkk

  5. Excelente postagem! Parabéns a você por compartilhar conosco essa etapa tão importante, para que possamos cobrar um preço justo por nosso trabalho.??

  6. Sempre fiz um curso aqui ou outro ali para fazer a base de cálculos mais precisa…tudo em vão ..hoje mesmo com motivação zero pego o celular num ato de me otimizar minhas ideias e vem você com toda sua segurança carinho e respeito… infinita gratidão Antônia…. vc me representa!

Escolha um formato
Postagem
Compartilhe imagens com textos do seu trabalho.
Vídeo
Compartilhe o vídeo do seu trabalho.
Imagem
Compartilhe o recebimento do seu tecido ou suas criações.