7 passos simples que vão revolucionar seus acabamentos de costura


4
2.1k compartilhadas, 4 points

Oi pessoal! Meu nome é Marlene Mukai e hoje estou estreando como colunista aqui no Clube da Costureira!

Sou modelista há muitos anos e vou compartilhar com vocês meus conhecimentos e experiências de costura. Para começar com tudo, escolhi falar de um assunto muito importante, que muita gente tem dúvida e que faz uma grande diferença no resultado final das nossas peças: acabamentos.  Além de entender mais sobre o assunto, você também vai aprender 7 passos simples que vão revolucionar seus acabamentos de costura.

acabamentos-corte-e-costura-31
Entender mais sobre acabamentos será muito importante para melhorar a qualidade do seu trabalho!

Acabamento é a finalização de uma peça e pode ser bom ou ruim. Um acabamento ruim pode estragar o resultado, deixando a peça com aparência desleixada, mal feita e feia. Já uma boa finalização confere elegância, limpeza e beleza à peça.

A beleza de uma peça está relacionada a qualidade do tecido, a precisão da modelagem, os detalhes dos acabamentos e a delicadeza de como foi finalizado os arremates. A costura não é um processo rápido, pois passa por várias etapas como a escolha do modelo e tecido, a modelagem, o corte, a costura e a finalização. Exige paciência e capricho. Todas as pessoas podem aprender a modelar e costurar, mas finalizar uma peça com um bom acabamento dependerá da sensibilidade e capricho arremates. É algo que se consegue com paciência e dedicação.

acabamentos-corte-e-costura-29
O tempo investido na finalização da peça é indispensável para quem deseja alcançar um bom resultado.
acabamentos-corte-e-costura-18
Bastidores do atelier de alta costura da Dior.

Para fazer um acabamento impecável sem maiores complicações você precisa seguir os próximos 7 passos:

1 – A ESCOLHA DAS LINHAS E AGULHAS CONTAM MUITO PARA OS ACABAMENTOS

Uma peça bem feita não tem linhas aparentes ou nós desnecessários na frente ou no avesso. Tudo deve ser escondido, bem arrematado e assentado. Um bom acabamento já começa com a costura que deve ser perfeita. Uma costura não pode danificar, enrugar, franzir, repuxar ou furar o tecido. Por isto a escolha da linha e agulha contam muito. Nada de cor de linha “parecida” para costurar. A linha precisa ser da cor exata da peça e 100% poliéster. A agulha também precisa ser de acordo. Escolha agulha número 9 para tecidos fluidos como seda, chiffon, georgete, voal, musseline. Já uma agulha 11 costura perfeitamente crepes, tricoline, viscose, linho, tecidos de alfaiataria. A agulha 14 é para tecidos mais encorpados e rústicos como brim, denin, sarja. Atenção! Nada de agulha 16 para costurar roupa, ela é para cortinas e estofados.

acabamentos-corte-e-costura-25
Na hora de escolher a cor das linhas, o tom precisa ser exatamente igual ao da peça.
acabamentos-corte-e-costura-32
Cada tecido requer uma agulha adequada.

2 – TECIDO CARO NEM SEMPRE É SINÔNIMO DE QUALIDADE

A qualidade do tecido é crucial! Um tecido não precisa ser exageradamente caro, mas precisa ter qualidade. Quando for comprar, certifique-se que não está levando “gato por lebre”. Há muitas misturas duvidosas de fios em tecidos. Uma boa viscose, por exemplo, não amassa com facilidade, não desmancha ao puxar as costuras e não entorta ou torce ao vestir. Mas uma viscose de qualidade não é “baratinha”. O mesmo acontece com o linho, o crepe, o gabardine ou a seda.

acabamentos-corte-e-costura-26

acabamentos-corte-e-costura-27

acabamentos-corte-e-costura-4

3 – O QUANTO A OCASIÃO, O CLIMA E O HORÁRIO INFLUENCIAM NA ESCOLHA DOS ACABAMENTOS 

Para cada modelo há um acabamento mais adequado. Por exemplo, um vestido para o outono e inverno fica muito mais bonito se for feito todo forrado. Já para o verão, o ideal é fazer o acabamento com revel que é sempre a opção mais fina. Uma roupa mais esportiva pode ter acabamento com viés, mas ele precisa ser bem pregado para não torcer ou embabadar.

Um vestido de festa pede um forro de qualidade que confira o volume ou fluidez do modelo. A escolha do forro e o acabamento determinam o resultado final. E um forro precisa ser tão bem cortado e costurado quanto a parte externa da roupa, pois um forro mal colocado, repuxa e deforma a peça. Uma escolha errada pode estragar o modelo.

acabamentos-corte-e-costura-34

A bainha de um vestido não pode ser feita de qualquer jeito. Já imaginou um vestido de festa com bainha feita no overloque? Tira toda a elegância. Determinados tecidos como a seda, a musseline ou o crepe de seda, por exemplo, pedem uma bainha estreita, feita a mão, com pontos invisíveis. Dá trabalho? Dá sim, mas o resultado é muito melhor.

acabamentos-corte-e-costura-3

Uma calça ou saia social, com corte alfaiataria, pede uma barra invisível feita a mão. Se fizer uma barra a máquina numa peça com tecido e corte de alfaiataria, tira toda a elegância da peça. Entretanto, este tipo de barra combina perfeitamente com peças mais esportivas de denin, brim, sarja ou linho misto. Um vestido tubinho com estes tecidos, por exemplo, podem ter a barra feita na máquina.

Uma calça alfaiataria de linho
Uma calça alfaiataria de linho.

Um casaco ou blazer para o inverno pede um forro de qualidade que não dê mal cheiro, pois mesmo no inverno, a pessoa que vai usar pode transpirar e não tem nada pior do que um casaco com cheiro de suor! Tafetá, Bemberg e alpaseda são tecidos ideais para esta finalidade. Forro também precisa ter qualidade. Um casaco ou blazer de meia estação pode ser feito com acabamento apenas em revel, mas fica muito mais bem acabado se colocar viés nas bordas das costuras internas. Vai deixar o acabamento muito mais fino.

Um blazer ou paletó de alfaiataria pede uma ombreira, mas esta não deve ser muito grossa e não deve ser de espuma, pois espuma dá mal cheiro ao molhar e se desfaz com o uso.

As ombreiras conferem charme as peças de alfaiataria
As ombreiras conferem charme as peças de alfaiataria.

4 –  QUANTO MAIS NOBRE O TECIDO, MAIS REFINADO DEVE SER OS BOTÕES E AS CASAS

A escolha do botão conta muito na finalização da peça. E há uma infinidade de modelos e materiais! Quanto mais nobre o tecido, mais refinado devem ser os botões e as casas. Um botão de plástico comum em um casaco de alfaiataria feito com tecido de qualidade, estraga a peça. Um blazer pede um botão mais trabalhado, de material mais nobre. As casas devem ser bem feitas, não aparecendo linhas ou rebarbas e não podem ficar embabadando ou abrindo além do necessário. Uma casa de botão feita a mão é bem mais bonita que uma feita a máquina, mas precisa ser bem feita, pois nada mais é do que um tipo de bordado.

acabamentos-corte-e-costura-16

6 – PARA CADA TIPO DE ACABAMENTO UMA ENTRETELA 

A entretela, por exemplo, é outro recurso para dar acabamento em decote, golas, viras, cós e corpetes, conferindo estrutura a peça. Um decote com o revel entretelado fica muito mais assentado e alinhado ao corpo e evita deformar. Mas precisa escolher adequadamente a entretela, pois há a gramatura certa para cada tipo de acabamento. Uma entretela mais fininha é ideal para revel e lapelas. Uma entretela mais encorpada é ideal para golas e cós.

Aqui no blog tem um post ensinando como usar este tecido! 

gola-camisa-entretelatecido-entretela-colante-de-feltro-preta tecido-reforco-colante-branco-unidade-20cm-x-150cm

7 – Se preferir, use um molde

Sempre que for cortar usando um molde, precisa prestar atenção ao fio do tecido. Se posicionar um molde um pouco fora do fio, já vai comprometer o caimento. Quem já não viu uma calça com pernas torcidas ou um vestido com as costuras fora do lugar? Isto acontece porque a peça não foi cortada seguindo o fio do tecido. De nada adianta um molde bem feito e um tecido de qualidade, se não souber cortar.  Até para se cortar uma roupa no viés tem o alinhamento certo. Uma saia godê sem alinhar o centro com a dobra do tecido na diagonal, vai ficar totalmente deformada. Já viram uma saia godê que fica um lado colado nas pernas e outro solto? É porque não seguiu o alinhamento da diagonal do tecido. Outra observação referentes a peças cortadas no viés, é a barra. Isto porque o viés cede e embica desigualmente no comprimento. Tanto faz tecido plano ou malha, se for cortado no viés, precisa pendurar por 7 dias no mínimo antes de cortar a barra. Algumas malhas como, viscolycra, precisam de um mês. E ao pendurar, é necessário usar alfinetes para prender o cós num cabide para que fique igualmente distribuído.

bonus

Lembre-se, o seu trabalho é a sua vitrine. Qualquer pessoa pode aprender a modelar e costurar, mas fazer uma peça com capricho e bem acabada, é privilégio de poucos. O capricho é o diferencial. Se o seu cliente ficar satisfeito com o resultado, vai te indicar ao concorrente.

E não despreze o cliente “chato”. O cliente exigente e “chato” é o seu melhor cliente, pois se ele gostar da sua peça, vai divulgar o seu trabalho e seu ateliê vai encher de clientes. Se você conseguir agradar o cliente exigente, é porque você realmente é um expert no que faz. É assim que você será conhecida(o) e poderá deixar de cobrar “baratinho” para cobrar o “preço justo”.

acabamentos-corte-e-costura-23

acabamentos-corte-e-costura-10

acabamentos-corte-e-costura-3

Há muito mais coisas ainda que poderiam ser ditas sobre acabamento… Mas para não cansar muito vocês, vou terminando por aqui!

Em breve estarei lançando um livro só sobre acabamentos!! Será um manual de costura e acabamento fácil de ser compreendido e acessível a todos, com muitas ilustrações. Estou tentando deixá-lo o mais completo e simples possível para vocês! E ano que vem estou com a pretensão de lançar mais dois livros, um de Modelagem Infantil e outro de Alfaiataria.

Conheça os cursos da Eduk


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

4
2.1k compartilhadas, 4 points

O que você achou desse post?

Não Gostei Não Gostei
1
Não Gostei
Confuso Confuso
1
Confuso
Engraçado Engraçado
1
Engraçado
Amei Amei
15
Amei
Incrível Incrível
9
Incrível
O Melhor O Melhor
3
O Melhor
Marlene Mukai

Me chamo Marlene Mukai. Formada em História e Geografia. Lecionei por 20 anos. Abandonei a carreira de professora para abrir minha própria loja e confecção de roupas. Costuro desde criança. O primeiro método que estudei foi um método misto alemão na Escola das Irmãs Sacramentinas em Minas Gerais aos 13 anos. Aprendi técnicas de costura com minha mãe, que já era costureira e fazia roupas sob medidas. Em São Paulo aprendi outros métodos como a alfaiataria Italiana, Inglesa, Francesa e o Método Coreano. Quando abri minha confecção percebi a necessidade de simplificar a modelagem para agilizar a produção. Pesquisei outros métodos e desenvolvi o meu próprio método. Tenho dois livros editados, Modelagem Prática para confecção de roupas e Modelagem Prática especial malhas. Este ano lançarei meu terceiro livro, Especial Acabamentos. Também tenho um canal no youtube com vídeo aulas de modelagem e acabamento.

34 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Olá Marlene tenho acompanhado o seu blog no face porque logo me identifiquei com seu jeito de lidar com moda,sou muito exigente com costura e costurei muitos anos. Mais não sou modelista, nunca gostei de fazer moldes, quem sabe agora eu aprenda com vc. Parabéns pelo seu trabalho e sucesso.

  2. Hola Marlene… Soy Venezolana y tu fiel seguidora porque me encanta tu manera de enseñar… me apasiona coser y confeccionar lindas prendas “es la herencia que me dejaron mi madre y mi abuelita”… Soy muy detallista y me exijo mucho para tener un excelente acabado de mis confecciones, así sea la prenda mas sencilla… por varias circunstancias tuve un largo receso en la costura, pero gracias a Dios reinicie mi pasión y empece a coser nuevamente… poco a poco estaré mas practica y confiada en lo que hago y espero aprender mucho de ti… Gracias por compartir tus conocimientos.. Me encantaría tener tus Libros.. Bendiciones y muchos éxitos para ti… Abrazos…

    1. Muchas gracias. Mucho me honra saber que le gusta mi trabajo. Por el momento los libros no están a la venta fuera de Brasil. Estoy viendo esta posibilidad.

  3. oi gostei muito da sua explicação.. tenho acompanhado as suas aulas no YouTube. ..vou colocar em prática essas dicas.. Já confeciono e já faço alguns vestidos de festa.. e tenho amado trabalhar os detalhes. e passar horas nos acabamentos… e muito bom e gratificante o resultado.de um bom trabalho..

  4. Olá Marlene,
    Gosto de costurar! Não é minha atividade principal mas sempre estou com alguns pedidos e sempre busco socorro nas suas publicações! Parabéns pelo seu trabalho e por compartilhar conosco!

  5. Olá Marlene eu não sou costureira, mais tenho muito interesse em aprender, e não sei se é muita pretensão da minha parte querer fazer estas peças elaboradas mais tenho me encantado pelo seu trabalho . Eu estou começando fiz um curso do Senac e desde então tenho me aventurado a fazer algumas coisas mais as suas aulas de incentiva a ir buscar mais , obrigada vc é uma inspiração

    1. Sempre comece pelo mais fácil e depois vai aumentando as dificuldades. Quando a peça for mais elaborada, alinhave antes, experimente pelo avesso, corrija as imperfeições e só depois costure.

  6. É inspirador suas explicações e ensinamento! Comprei o seu livro do ano de 2014,desde então tenho seguido e aprendendo muito com seus vídeos.Muito obrigada por sua pessoa linda e excelente criatura.Amo você.

    1. 5 – A ESCOLHA DA ENTRETELA DEPENDE DOS TIPOS DE ACABAMENTO

      A entretela, por exemplo, é outro recurso para dar acabamento em decote, golas, cós e corpetes, conferindo estrutura a peça. Um decote com o revel entretelado fica muito mais assentado e alinhado ao corpo e evita deformar. Mas precisa escolher adequadamente a entretela, pois há a gramatura certa para cada tipo de acabamento. Uma entretela mais fininha é ideal para revel e lapelas. Uma entretela mais encorpada é ideal para golas e cós. Aliás, aqui no blog já temos um post falando mais só sobre entretelas.

  7. Hola marlene me encanta la costura estoy comenzando he realizado varias blusas con tus moldes me han sido de gran ayuda. Gracias tus moldes son increibles. Tengo fallas en cuanto a las terminaciones a veces no me queda como debe ser y guardo las piezas. No me gusta descoser. me es difiicil las terminaciofnes de cuello y sisa. saludos

    1. Gracias. Aconsejo a experimentar antes de finalizar la pieza. Una buena salida es alisar, probar, corregir los defectos y sólo después coser. Pruebe la pieza por el revés que facilitará corregir los defectos.

    1. Você vai embeber a cava, ou seja, passar uma costura em ponto de franzir e ir ajustando a cava na região que fica empapando para ajustar. Convém também fazer uma curva menos acentuada quando for fazer o molde, pois quem tem muito seio precisa de uma cava mais fechada. Neste vídeo explico como ajustar a cava para não ficar com papo ou muito grande: https://www.youtube.com/watch?v=_poYRLHxFkc

  8. Cansar? Impossível me cansar com um artigo tão detalhado e enriquecedor. Muito conhecimento em poucas palavras. Deu até um gostinho de “quero mais”. Parabéns à Maximus Tecidos por abrir espaço para essas divas da costura dividirem sua expertise conosco. Estou amando isso!

  9. Olá Marlene, parabéns pela coluna no Clube da Costureira. Acabamento é primordial e valoriza a peça
    Vou seguir o Clube e aguardar o lançamento de seu livro.

  10. Olá Marlene, amei essa publicação. Esclareceu muitas das minhas dúvidas, obrigada por dividir seu conhecimento conosco, amo costurar, principalmente vestidos de festa. Bjim

  11. Oi, Marlene tudo bem!
    Amo costurar, aprendi bastante olhando seus videos. Gostaria que vc nos ensinassem modelos dos anos 20 e 30. Acho lindos. Obrigada pela sua disposicao de compartilhar seu trabalho e suas ideias.

  12. Olá, ensino corte e costura em casa e estou ingressando na universidade de design de moda com o objetivo de expandir o ensino bem como a criação de minha marca, Flávia Monique. Todas essas informações são muito importantes para mim, já acompanho seu trabalho há um tempo. Estou muito agradecida!

  13. Obrigada Marlene , por compartilhar seu trabalho , suas técnicas e dicas são preciosas. Récem aposentada tenho tempo para produzir minhas roupas , como sempre desejei mas nunca tinha disponibilidade, felizmente ,uma querida amiga falou de voce e amei tudo o que vi e sei que ainda não vi tudo.Desejo que as bênçãos de Deus seja com voce em tudo o que fizer ,hoje e sempre. Obrigada

Escolha um formato
Postagem
Compartilhe imagens com textos do seu trabalho.
Vídeo
Compartilhe o vídeo do seu trabalho.
Imagem
Compartilhe o recebimento do seu tecido ou suas criações.